quarta-feira, junho 18, 2008

Tenho uma pilha de discos empilhada no fundo do meu armário. Tem Beatles, Rolling Stones e Bowie, tudo lá mofando, vendo o tempo passar e as traças tomarem conta. Os mesmos discos que me jogavam ao chão, que me faziam deitar do lado da vitrola e ouvir esse sopro de vida, hoje não passam de uma pilha no armário. Quando eu tiver uma casa, vou ter o canto com os discos, com a vitrola, vou voltar a me jogar no chão e escutar cada disco com seu devido carinho. Vou ter meus livros espalhados pela casa e mesmo se faltar espaço, terei todos meus sonhos.

É engraçado a questão da felicidade, a minha felicidade está muito bem traçada e visualmente não tenho dúvidas de como chegar. Porém, a minha idéia de felicidade definitivamente não é a mesma do senso comum por aí. Ou é e eu que faço um drama danado. Acho que é por isso que vivo feito o chapeleiro maluco de Alice, acho que é por isso que me ocupo até o pescoço. não sei de amanhã sei de hoje. E o hoje anda muito bem.

Mas tudo tem que ser tão complicado? Pago aluguel? Arrumo uma casa? Financio? Os grandes entendedouros de economia que se fodam, eles não vivem com a corda no pescoço e com a bunda na mira do crédito bancário. Ou até vivem e vestem a máscara do sucesso para tapear esse monte de gente burra. Às vezes eu até consigo ver uma luz no fim do túnel, mas a verdade é que é foda. Vai ser uma batalha e tanto, mas eu consigo, sei que consigo, eu mais minha garota não estamos nem ai pro que possam dizer.

Só amor mesmo pra segurar uma barra que é sobreviver nessa selva. Amor dos doentios, amor de Sid e Nancy, Henry e June ou o diabo que seja, amor de garrafa de uísque quebrada, amor e amor nunca mais. E tenho certeza que detonaria o mundo se alguém ousasse tocar no meu amor. É com certeza sou totalmente louco. Tanta coisa pra escrever, tanto pra ler, tanto para fazer e martelo o dedo sobre nada.


Não vou morrer, nem vou desistir. Vou dar um jeito até nas roupas, isso mesmo, não vou me apertar dentro das roupas novamente. Tenho surtos e problemas de mais, até pareço mulher, com todo o respeito, não basta as preocupações com a casa, os investimentos, o futuro, faço questão de estar quase enlouquecendo por uns quilos a mais, pelas roupas não caíram do jeito que eu quero, e principalmente pelos bancos conspirar contra meu futuro.

Um comentário:

eu. disse...

amor de sid e nancy? não tão tosco :P